Nós somos uma marca que nasceu para inspirar, informar e equipar o 
viajante moderno. 

Ninguém poderia imaginar, quando começamos a vender os produtos da Além há pouco mais de 3 meses, que o setor de viagens seria um dos agentes mais relevantes para a instalação de uma crise de saúde pública, econômica e política – e, consequentemente, um dos mercados mais impactados.

Nossa 
linha de malas de viagem (atualmente nosso único produto e fonte de receita) terá, fato, sua demanda absurdamente impactada pela crise do COVID-19 por tempo indeterminado. 

Mas ainda bem que não nascemos para ser apenas uma marca de malas.

Desde o início, temos a proposta de inspirar, informar e equipar nossa comunidade para que todos tenham a melhor experiência de viagem possível.

Entendemos que, no momento atual, equipar nossos clientes quase não tem valor pra eles. Mas inspirar, e principalmente informar, tem. 


Então, de agora em diante – e até que a situação comece a se normalizar –, você não vai nos ver falando sobre malas, e sim trazendo conteúdo útil sobre o impacto da situação atual no universo de viagens e como manter o espírito leve de um viajante mesmo sem sair da própria cidade.

Queremos que nossa comunidade tenha acesso fácil e claro a essas informações, e assim possa se organizar e preparar da melhor maneira possível.

Na nossa visão, isso é o mais importante agora e o que realmente tem valor pra quem está com a gente.


Abaixo, nossas dicas 
e informações:

Veja como está a situação no destino

Antes de tudo: confirme se o seu destino não tomou nenhuma medida restritiva em relação às chegadas e partidas por conta do vírus. 

A Itália, por exemplo, estendeu a quarentena para o país inteiro. Israel está exigindo que viajantes vindos de outros países passem 14 dias isolados também. O mesmo acontecerá na Nova Zelândia. Os Estados Unidos suspenderam por 30 dias a entrada de voos vindos da Europa e Reino Unido.

Argentina, Colômbia, Chile, Panamá e Peru fecharam suas fronteiras. O Uruguai fechou sua fronteira com a Argentina.

Alemanha anunciou que vai fechar as fronteiras com Áustria, Dinamarca, França, Luxemburgo e Suíça.

• República Checa, Dinamarca, Polônia, Cyprus, Letônia e Eslováquia também.

• Portugal e Espanha fecharam asfronteiras compartilhadas.

• Aruba, no Caribe, anunciou que também fechará as fronteiras a partir de 17/3.

O Centros de Controle e Prevenção de Doenças recomenda que viagens para China, Irã, Itália e Coréia do Sul sejam evitadas, assim como a ida de idosos ou portadores de doenças crônicas para o Japão. 

Estou com viagem marcada 
e quero cancelar
Segue comunicado do Ministério Público Federal divulgado em 11/3 (MPF):


"O Ministério Público Federal (MPF) recomendou à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que publique ato normativo que assegure aos consumidores a possibilidade de cancelar, sem ônus, passagens aéreas nacionais e internacionais para destinos atingidos pelo novo coronavírus (Covid-19).

No entendimento do MPF, a cobrança de taxas e multas em situações de emergência mundial em saúde é prática abusiva e proibida pelo Código de Defesa do Consumidor.

A medida deve atender clientes de companhias aéreas que tenham adquirido passagens até 9 de março (data de assinatura da recomendação), tendo como origem os aeroportos do Brasil. Além disso, deve garantir também a possibilidade de remarcação de viagens para a utilização de passagens no prazo de até 12 meses."

LATAM: Suspendeu temporariamente sua operação entre São Paulo e Milão até 16 de abril. Os clientes podem solicitar remarcação do voo ou reembolso pelos canais da empresa. No mais, até o dia 22 de março de 2020, a companhia permitirá que seus clientes, com reservas para voos internacionais a serem realizados até 31 de dezembro de 2020, agendem suas viagens com a opção de alterar a data e/ou destino posteriormente. 

Air Canada: Para os viajantes que comprarem passagens entre os dias 4 e 31 de março de 2020, a empresa está oferecendo a possibilidade de alteração das viagens sem nenhum tipo de taxa.

Air France: Todos os bilhetes reservados até o dia 31 de março podem ser remarcados sem custo, com validade para viajar até 31 de maio. A política é válida para bilhetes marcados para qualquer destino.

American Airlines: Remarcação gratuita das passagens compradas entre 5 e 31 de março. Clientes que reservarem novas viagens até o dia 16 de março de 2020 não serão taxados se precisarem alterar os voos caso os seus planos de viagem mudem. ATUALIZAÇÃO: A partir de 16/3 até 6/5 os voos da companhia que ligam Brasil e EUA estão suspensos.

Cabo Verde Airlines: A rota Ilha do Sal - Porto Alegre - Ilha do Sal estará suspensa a partir do dia 16/3. Os clientes terão reembolso total.


Avianca: Viajantes podem mudar o itinerário sem custo para bilhetes adquiridos ou resgatados com milhas entre 4 e 31 de março de 2020 em rotas de e para os Estados Unidos, Canadá e Europa.

Delta: Sem taxas de alteração para todos os bilhetes comprados entre 1.º e 31 de março de 2020 e com viagens até 25 de fevereiro de 2021.

Copa Airlines: Remarcação sem custo das passagens compradas entre 5 e 31 de março de 2020, para voos entre 5 de março e 15 de junho.

Lufthansa: É possível remarcar a viagem para uma nova data até 31 de dezembro sem o pagamento de taxas de remarcação.

United: Isenção de multa na alteração de bilhetes emitidos antes ou até 2 de março de 2020 para viagens com datas de embarque entre 9 de março e 30 de abril de 2020.

British Airways: Remarcação sem custo em todas as reservas feitas entre 3 e 16 de março.

Royal Air Maroc: A companhia suspendeu as rotas que ligam São Paulo e Rio de Janeiro a Marrocos. 

GOL: Em casos de viagens internacionais operadas pela GOL ou em conexão com companhias parceiras marcadas até 12 de abril, o cliente poderá cancelar e manter o valor integral em crédito para voos futuros, ou remarcar sem taxas.

Azul: Clientes com voos com destino de/para Lisboa ou Porto, Estados Unidos e América do Sul previstos para mês de março de 2020, poderão alterar para outro voo que seja realizado até o dia 30/6 – com diferença tarifária, caso haja – ou cancelá-los mantendo o valor como crédito para compras futuras em até um ano da data da emissão do bilhete cancelado. Clientes com voos domésticos também poderão alterar ou cancelar seu voo.

TAP: Clientes com reservas entre 8 e 31/3 podem modificar a data e/ou destino sem taxa. Bilhetes emitidos até 7/3 com início de viagem até 31/5 também podem ser alterados sem custo

Mais dicas e informações sobre viagem você encontra no 
guia além

A seguir, as companhas que operam no Brasil e que já se manifestaram sobre o assunto:


Se a viagem for no Brasil...

Até o momento (11/3), segundo o Ministério do Turismo do Brasil, nenhuma região do nosso país está em risco. Ou seja: não há recomendação e nem necessidade de cancelamento de viagens nacionais. Só é importante seguir boas práticas para conter a contaminação. 

ATUALIZAÇÃO:

Hoje, dia 16/3, a situação está diferente. É recomendado que os brasileiros evitem sair de suas casas desnecessariamente. O Governador do Rio de Janeiro acaba de pedir, em anúncio oficial, que estabelecimentos como restaurantes, bares e academias fechem suas portas. Também pediu que idas à praia sejam evitadas.

Mais dicas abaixo.

1

Lave bem as mãos, de preferência com água e sabão por pelo menos 20 segundos e sempre depois de ir ao banheiro, espirrar, tossir, assoar o nariz e antes de comer.

Parece dica batida, mas enquanto não houver vacina para o coronavírus, essa é provavelmente a melhor maneira de evitar que a doença se dissemine. 

Caso você não tenha acesso fácil a água com sabão, use gel com pelo menos 60 por cento de álcool. 

2

Não se desespere por máscaras. Temos visto muitas pessoas com o acessório, principalmente em aeroportos e aviões, mas a menos que você esteja com os sintomas da doença, não há necessidade de usá-la.

3

Segundo a Organização Mundial da Saúde, por conta da eficiência do ar-condicionado das aeronaves, as chances de transmissão de doenças em voos são baixas – o ar é completamente renovado entre 20 e 30 vezes por hora. 

Porém, a professora americana Vicki Hertzberg, autora de um estudo sobre transmissão de doenças respiratórias, recomenda que, por via das dúvidas, o passageiro escolha viajar em um assento na janela. Ela afirma que quem senta no corredor tem mais contato com as outras pessoas e, por consequência, fica mais exposto a doenças.

4

Para viagens de ônibus, a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati) recomenda que as empresas reforcem a higienização dos ônibus, disponibilidade de água e sabão nos sanitários dos veículos, e álcool em gel em locais de atendimento.

Receba nossas dicas 
e informações de viagem no seu e-mail!

Últimas atualizações (12/3):

• Na noite de 11/3, o Presidente Donald Trump anunciou que a partir de sexta-feira (13/3), todos os voos da Europa para os EUA serão cancelados por 30 dias.

• A temporada da NBA, o maior torneio de basquete do mundo, também está suspensa e sem previsão de retomada.

• Os voos entre Rio de Janeiro e Casablanca operados pela Royal Air Maroc estão suspensos entre 10 de abril e 7 de junho.

• Nos EUA, aeroportos já estão suspendendo o uso de equipamentos de biometria no check-in. Os passageiros devem apresentar seus bilhetes e documentos para embarcar.

• A rota que liga Porto Alegre à Ilha do Sal será suspensa por tempo indeterminado a partir do dia 16/3.

• Nova York vai banir, a partir de hoje (12/3), a maioria das atrações que reunem mais de 500 pessoas, incluindo os espetáculos da Broadway. 

• A Disney anunciou que a partir de domingo, 15/3, vai suspender a operação nos parques da Flórida, Califórnia, Paris e dos cruzeiros. A medida, a princípio, vale até o final do mês. Os complexos de entretenimento e restaurantes Disney Springs, no Walt Disney World, e Disney Village, na Disneyland Paris, permanecerão abertos.

• O Universal Studios Hollywood fechará ao público no sábado (14) e reabrirá no dia 28 de março.







• 



• R$ 5* é o valor que o dólar turismo (papel moeda) ultrapassou 
nesta quinta-feira (12/3).


R$ 5,69* é o valor de 
venda do euro (papel moeda) em casas de câmbio.

R$ 6,59* é o valor (papel moeda) da libra em algumas 
casas de câmbio.

Câmbio

*valores em constante mudança

Voltou de viagem ou vai viajar?

Entenda os sintomas e as diferenças entre coronavírus, gripe e alergia: 



Eventos e atrações turísticas suspensas

Vários destinos estão suspendendo atividades que reunam muitas pessoas. 

• A temporada da NBA, o maior torneio de basquete do mundo, também está suspensa e sem previsão de retomada.

Nova York vai banir, a partir do dia 12/3, a maioria das atrações que reunem mais de 500 pessoas, incluindo os espetáculos da Broadway. 

• A Disney anunciou que a partir de domingo, 15/3, vai suspender a operação nos parques da Flórida, Califórnia, Paris e dos cruzeiros. A medida, a princípio, vale até o final do mês. Os complexos de entretenimento e restaurantes Disney Springs, no Walt Disney World, e Disney Village, na Disneyland Paris, permanecerão abertos.

• O Universal Studios Hollywood fechará ao público no sábado (14) e reabrirá no dia 28 de março. 

• Os parques Sea World, Aquatica, Discovery Cove, Busch Garden e Legoland, na Flórida, estarão fechados a partir do dia 16 até o final do mês.

• O festival Coachella, que aconteceria em abril na Califórnia, foi adiado para outubro.

• O Lollapalooza Brasil, que aconteceria de 3 a 5 de abril em São Paulo, foi adiado para 4, 5 e 6 de dezembro.

• O Lollapalooza Argentina e o Lollapalooza Chile, marcados para 27 a 29 de março, foram adiados, a princípio para o segundo semestre.

• A Maratona de Boston, que aconteceria em 20 de abril, foi remarcada para 14 de setembro.

• Em Paris, a Torre Eiffel e o Museu do Louvre serão fechados por tempo indeterminado a partir de 13/3.

• O Miami Open, de tênis, que aconteceria a partir do dia 23/3, foi cancelado. A próxima edição será em março de 2021.

• Todas as lojas da Apple no mundo todo, com exceção da China, serão fechadas até o dia 27/3.

• A Irlanda cancelou os desfiles de St. Patrick's Day em 17/3.

• A São Paulo Fashion Week, marcada para 24 a 28 de abril, foi cancelada.

• A Liga Mundial de Surf (WSL) anunciou o cancelamento de eventos de surfe até o fim de março, incluindo as etapas em Gold Coast, na Austrália, e Teahupo'o, no Taiti.

O Nasa Kennedy Space Center Visitor Complex, na Flórida, anunciou que fechará as portas a partir de 16/3.

Instituto Inhotim, em Minas Gerais, suspenderá funcionamento a partir de 18/3.

•  Desfiles de Saint Patrick's Day.

Museus, bibliotecas e centros culturais do Estado de SP a partir de 17/3, por um mês.

Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, vai limitar a entrada de turistas na região, que também contempla Ilha Grande. Está proibida a entrada de ônibus e vans de turismo na cidade, assim como o desembarque de visitantes vindos de transatlânticos e flex boats originados de Mangaratiba.

• A partir do dia 18, as salas VIP da GOL nos aeroportos de São Paulo e Rio de Janeiro vão ficar fechadas por 30 dias. Os clientes que tiverem comprado acesso serão reembolsados.



Boas práticas de higiene no avião, 
ônibus e trem 
(em tempos de 
coronavírus ou não)

1
Antes de qualquer coisa, uma recomendação para a vida: evite levar as mãos ao rosto antes de lavá-las. De preferência, com água e sabão e por 20 segundos. Se não der, álcool gel ajuda.

2
Ande com lenços umedecidos na bolsa e, ao sentar, passe o lencinho na bandeja, na janela, nos fones de ouvido, no encosto e na tela da televisão, afinal, muitos encostam ali.

3
Não ande descalço na aeronave, muito menos para ir ao banheiro. Isso vale para quem gosta de ficar apenas de meias também.

4
Não apoie os pés na 'parede' do avião e nem no encosto da poltrona. Lembre-se que outro passageiro vai colocar os braços e as mãos ali.


Reservas de hotéis

Até o momento, boa parte das redes que se manifestaram indicam que vão aceitar cancelamentos e alterações de reservas. 

O que sabemos: 

Rede Marriott International: vai aceitar alteração e cancelamento em todos os seus hotéis desde que seja feito até 24 horas antes da data de check-in ou até 30 de abril. Também vai liberar alteração e cancelamento em reservas efetuadas a partir de hoje até o dia 30/4.

Fasano: Oferecerá flexibilidade para todas as reservas feitas nos canais do grupo.

Emiliano: Irá flexibilizar as condições para reservas futuras.

Hyatt: Todas as reservas para viagens entre 14 de março e 30 de abril podem ser alteradas ou canceladas sem taxas desde que comunicadas com pelo menos 24 horas de antecedência. O mesmo vale para reservas feitas a partir de agora até 30 de abril.

Airbnb: Aceita cancelamento de reservas com reembolso e sem penalidades para as áreas afetadas (abaixo) pela pandemia do coronavírus e para hóspedes que podem provar que foram diagnosticados com a doença ou estão em quarentena.

Estados Unidos - reservas feitas até 13 de março de 2020, com data de check-in até 1º de abril de 2020.

Itália - reservas feitas até 29 de fevereiro de 2020, com data de check-in até 3 de abril de 2020.

Coréia do Sul - reservas feitas até 25 de fevereiro de 2020, com data de check-in até 23 de março de 2020.

China- para viagens dentro da China continental, a Política de Causas de Força Maior se aplica a todas as reservas feitas até 28 de janeiro de 2020, com data de check-in até 1º de abril de 2020. Para viagens para a China continental vindo de qualquer lugar fora da China continental, a Política de Causas de Força Maior se aplica às reservas feitas até 1º de fevereiro de 2020, com data de check-in até 1º de abril de 2020.

ATUALIZAÇÃO (15/3)
Estão cobertas as reservas existentes para acomodações e experiências do Airbnb com data de check-in até 14 de abril de 2020, e com pelo menos uma noite entre 14 de março de 2020 e 14 de abril de 2020. Isto significa que os hóspedes que cancelarem receberão um reembolso integral e os anfitriões poderão cancelar sem custos e penalidades.